Turismo de Puerto Rico passa por transformação e anuncia resultados positivos e significativos


Destino registra recordes na capacidade e na ocupação hoteleira;

recebe o maior número de todos os tempos de passageiros de cruzeiros marítimos; e amplia a oferta de voos, com novas rotas



“Os resultados dos últimos quatro anos em áreas fundamentais como hotelaria, acesso aéreo e marítimo são bastante significativos e representam uma grande transformação para a indústria do turismo, a única do país que já saiu da recessão” – informa Ingrid Rivera Rocafort, diretora executiva da Companhia de Turismo de Puerto Rico.


No que diz respeito ao acesso aéreo, algumas companhias que haviam deixado de voar para Puerto Rico retornaram, enquanto outras anunciaram o início de suas operações. Assim, 10 novas companhias, de oito destinos diferentes ampliaram significativamente a oferta. Alguns exemplos: com a chegada da Volaris, o México, depois de mais de 15 anos, voltou a ser conectado diretamente com Puerto Rico. Pela primeira vez na história, há voo direto para os países nórdicos, operado pela Norwegian Air. Após muitas décadas sem uma companhia aérea local, a Seaborne Airlines mudou suas operações para a ilha, aumentou rotas a 17 destinos e fez de Puerto Rico o principal centro aéreo (hub) do Caribe.


Na hotelaria, Puerto Rico registra recorde chegando ao total de 15 mil habitações (mil recém inauguradas), com ocupação média de 71%. Há, ainda, outros 3.850 quartos em construção. Novas redes hoteleiras chegaram ao destino, entre elas, a de luxo Nayara, até então exclusiva da Costa Rica. Na região de Isla Verde – que experimentará um renascimento total – teve início uma grande transformação com investimentos de US$ 40 milhões na remodelação do Hotel San Juan e do antigo Hotel Empress. Outra novidade é a compra do ESJ Towers, que seguirá desenvolvendo o produto turístico Time-Shares. O distrito do Centro de Convenções já conta com novos hotéis da cadeia Hyatt Place e Hyatt House, que se somam aos recém inaugurados Hyatt Place, em Manatí e Bayamón.


Em Puerto Rico também se criaram novos produtos como as pousadas, os Bed and Breakfast (B&B’s) e os programas de Agroturismo e Ecoturismo. “Projetos exitosos como Hacienda Tres Ángeles, do nicho Agroturismo, e Casa Sol B&B’s, entre outros, são exemplo de que há lugar para todos e não somente para as grandes redes e grandes operadores” – afirma a diretora.

A indústria de cruzeiros passou por uma grande transformação, registrando crescimento de 45%; recorde na chegada de 1,5 milhões de passageiros e recuperando companhias que não mais operavam na ilha. Um fator determinante para a recuperação da indústria de cruzeiros foi a expansão do Muelle Tres (doca) para modernizar a operação marítima e permitir a chegada dos mega navios, entre eles, o Quantum of The Seas, o Anthem of the Seas e um dos maiores do mundo, o Oasis of the Seas.


O segmento de convenções é outro com importantes resultados. No ano passado se realizou a primeira edição da Expo de Turismo Internacional (ETI), com a participação de 90 expositores – de empresas locais e internacionais – e 700 agentes de viagens e profissionais da indústria, provenientes dos Estados Unidos, Europa e América Latina. Cerca de 2.300 pessoas visitaram os pavilhões da feira e o impacto econômico foi de aproximadamente US$ 1 milhão. Puerto Rico foi também sede de eventos internacionais da indústria turística que posiciona o destino como líder do Caribe: Caribbean Hotel Investment Conference and Operation Summit, MOVE, Foro de Líderes de la Asociación Latinoamericana y del Caribe de transporte aéreo (ALTA), Caribbean Marketplace de la CHTA e, recentemente, Routes Americas.


“Pela primeira vez, desde 2008, Puerto Rico recebeu mais de 5 milhões de visitantes, em 2015, aumentando em 20% o gasto médio dos turistas. A estimativa para este ano é atingir 10 milhões de visitantes. Traçamos um plano, estabelecemos metas e estratégias específica e pusemos o trabalho nas mãos de experts em cada área dentro da CTPR para alcançar resultados positivos que vão, ainda, contribuir para aumentar a participação do Turismo no PIB do país: atualmente ele representa 7,1% e deverá chegar a 8%” – conclui Ingrid Rivera Rocafort.


Notícias Atuais
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
Nenhum tag.

Avenida Paulista, 1471 - Conj. 407

Cep 01311-200 - São Paulo - SP

Telefones: 55  11 – 3171-0300 | 99970-4109

ninamarciano@terra.com.br

  • Facebook Limpa